• Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon

Tozzini Freire, Machado Meyer e Siqueira Castro

são os campeões de 2018!

Depois de um ano cheio de futebol, chegou ao fim mais uma edição da Liga Jurídica. Nesse domingo, dia 25 de novembro, pudemos conhecer os grandes vencedores do ano.

FUTEBOL SOCIETY FEMININO

     

As duas melhores equipes do ano estavam na final. Tozzini Freire e Demarest não passaram pela repescagem, venceram as semifinais e decidiram o título. Esperava-se que a partida começasse equilibrada, mas o Tozzini foi pra cima e fez um 1º tempo avassalador. Aos 9 minutos Amanda Silva recebeu a bola na entrada da área e bateu no canto, abrindo o placar para o Tozzini Freire. Mesmo com o gol, o Tozzini continuou no ataque e aos 13 minutos marcou o segundo gol. Mayara Silva recebeu a bola e chutou, a bola desviou e atrapalhou a goleira Rai, que nada pôde fazer pra evitar o gol. Aos 18 minutos Mayara marcou o terceiro. Depois de uma cobrança de lateral, ela pegou de primeira, marcando um golaço.

   

O segundo tempo começou no mesmo ritmo. Aos 4 minutos Selminha Silva aproveitou a bola desviada em um lateral e mandou para as redes. O 4 a 0 no placar acordou o Demarest, que passou a ficar mais com a bola. Aos 7 minutos Aline Jorge pegou a bola no meio de campo e foi driblando até a área, onde chutou na saída da goleira Ingrid, marcando o primeiro do Demarest. Aos 13 minutos Aline marcou o segundo. Ela recebeu um lançamento na ponta, dominou no peito e mandou a bola no ângulo. O Demarest seguiu fazendo uma pressão muito forte, até que aos 21 minutos Aline marcou o terceiro. Dessa vez ela arriscou de longe, a bola bateu na trave e entrou. Mas já não havia tempo pra mais nada, e o resultado ficou em 4 a 3 para o Tozzini Freire, garantindo assim o hexacampeonato para a equipe azul.

Na disputa pelo 3º lugar o Mattos Filho derrotou o ASBZ por 1 a 0 e ficou com o bronze. O gol da partida foi marcado por Clara de Andrade.

FUTEBOL SOCIETY MASCULINO

     

A final masculina promoveu o encontro de dois dos maiores rivais da história da Liga Jurídica: ASBZ e Machado Meyer. As duas melhores campanhas do campeonato chegaram à final de forma incontestável e o jogo prometia. O 1º tempo começou com as equipes pouco se arriscando no ataque, com as defesas parando todas as jogadas. O primeiro gol do Machado veio apenas com 17 minutos de jogo, quando João Pereira Neto aproveitou um desvio no escanteio e mandou para o gol. Três minutos depois o Machado ampliou sua vantagem e o gol foi novamente de João. Dessa vez ele participou de boa trama no ataque, recebeu passe de calcanhar e chutou para o gol.
 

   

Já no segundo tempo o ASBZ passou a ficar mais com a bola e ir mais ao ataque. Mas com isso o Machado se aproveitou dos contra-ataques. Aos 13 minutos Luis Gustavo de Oliveira arriscou de longe e acertou a “gaveta”, marcando o terceiro do Machado. Pouco tempo depois Arnaldo Ramos escorou a cobrança de um escanteio e marcou o quarto. O ASBZ reagiu aos 23 minutos com João Ricardo Silva. Num escanteio ele subiu mais que a defesa do Machado e cabeceou para o gol. Mas a reação parou quando o Machado marcou o quinto gol. Rafael Fernandes aproveitou o rebote do goleiro e concluiu para o gol, dando números finais para a partida. Com a vitória, o Machado Meyer chega ao pentacampeonato da Liga Jurídica.

Na disputa pelo 3º lugar da Série Ouro, o Trench Rossi venceu o Tozzini Freire por 6 a 2 e ficou com o bronze. Na Série Prata o Siqueira Castro derrotou o Pipek por 4 a 2 e ficou com o título. O terceiro lugar ficou com o Lobo & de Rizzo, que bateu o KLA por 3 a 2.

PREMIAÇÃO

     

Após as partidas tivemos a cerimônia de premiação, que ficou assim:

FEMININA
Melhor jogadora da final: Amanda Silva (Tozzini Freire);
Melhor goleira da Liga Jurídica: Karina Kuznetzow (Mattos Filho);
Artilheira: Aline Jorge (Demarest), com 12 gols;
Seleção da Liga Jurídica (votos dos capitães e técnicos durante todo o campeonato): Karina Kuznetzow (Mattos Filho), Aline Jorge (Demarest), Clara Andrade (Mattos Filho), Luana Robles (Mattos Filho), Luciana Giostri (Tozzini Freire), Alexandra Lima (Demarest) e Ariana Anfe (Machado Meyer).

   

MASCULINA
Melhor jogador da final (Série Ouro): Arnaldo Ramos (Machado Meyer);
Melhor jogador da final (Série Prata): Lucas Madaleno (Siqueira Castro);
Artilheiros: Rubens Lemes (Lobo & de Rizzo) e Rafael Rezende (Siqueira Castro) com 17 gols;
Melhor goleiro da Liga Jurídica (votos dos capitães e técnicos durante todo o campeonato): Heitor Mecão (Machado Meyer);
Seleção da Liga Juridica 2018: Heitor Mecão (Machado Meyer), João Ricardo Silva (ASBZ), Rubens Lemes (Lobo & de Rizzo), Raphael Rezende (Siqueira Castro), Gabriel Santoro (Trench Rossi), Tássio Britzki (ASBZ) e Rodrigo Oliveira (Lobo & de Rizzo).

A Associação Atlética Liga Jurídica e a Sportiva parabenizam todos os participantes no campeonato e convidam: em 2019 a Liga Jurídica completa 20 anos! Teremos a melhor Liga Jurídica de todos os tempos, com várias novidades! Não fique de fora!

 

ORGANIZAÇÃO E REALIZAÇÃO SPORTIVA:

A Sportiva é especialista em organizar todas as etapas de campeonatos corporativos, entre empresas ou dentro de apenas uma. Com diversos tamanhos ou formatos, cuidamos da criação da identidade visual do torneio, site, redes sociais, até a realização dos jogos, com arbitragem oficial, equipe médica, fotos, vídeos, entrevistas, resenhas das rodadas, premiação com medalhas customizadas, troféus e cerimônia de encerramento. Temos também várias outras possibilidades para incrementar o evento. Tudo isso adequado ao seu orçamento. Entre em contato conosco: sportiva@sportiva.com.br

/AALigaJuridica

/AALigaJuridica

/aaligajuridica

Organização e realização:

Sportiva Marketing e Eventos

www.sportiva.com.br